Febre Amarela e a Medicina Chinesa: Casos Clínicos de Acupuntura - FACULDADE EBRAMEC

  • 11 2662-1713
  •  
  • 11 97504-9170

Febre Amarela e a Medicina Chinesa: Casos Clínicos de Acupuntura

A febre amarela

bug-1278236_1920-1024x677 Febre Amarela e a Medicina Chinesa: Casos Clínicos de Acupuntura

Febre Amarela e a Medicina Chinesa: Casos Clínicos de Acupuntura

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda e grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Reveste-se da maior importância epidemiológica por sua gravidade clínica e elevado potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas por Aedes aegypti.

Longe de estar indicando que a Medicina Chinesa deva ser a única opção, mas como profissionais devemos pensar nesta doença de acordo com os princípios da Medicina Chinesa.

A doença causada pelo vírus próprio da Febre Amarela e, de modo resumido, de acordo com os preceitos da Medicina Chinesa pertence a categoria de Doença Febril 温病, ou ainda Pestilência de Calor Tóxico 热毒疫, e no decorrer da história da Medicina Chinesa há muitos relatos sobre o tratamento destas condições.

Um dos princípios que pode ser mencionado é “O Calor patogênico agita o Sangue. (热邪动血。rè xié dòng xuè.)” Que recorda que o Calor pode agitar o Sangue em demasia fazendo com que o mesmo extravase, apresentando-se como as hemorragias características das fases mais graves e avanças dos acometidos pela Febre Amarela.

O grande mestre da Medicina Chinesa Dr. Sun Si Miao desenvolveu uma fórmula que ainda hoje é muito utilizada e possui diferentes variantes que tem por foco as Síndromes de Calor no Sangue que é a 犀角地黄汤 Xi Jiao Di Huang Tang, cuja composição é:

水牛角 Shui Niu Jiao

生地黃 Sheng Di Huang

牡丹皮 Mu Dan Pi

赤芍 Chi Shao

Deve ser ressaltado que o ingrediente de referência 水牛角 Shui Niu Jiao, que vem a ser o chifre de búfalo (substituto moderno do chifre de rinoceronte, proibido) já foi pesquisado e teve seus efeitos antipiréticos comprovados. Aproveito e já indico que de acordo com a RDC21 de Abril de 2014, produtos animais não devem ser contidos em produtos prontos da Medicina Chinesa.

Há também uma outra fórmula que pode ser considerada para este caso que seria a 清营汤 Qing Ying Tang, que também teria a questão do uso do chifre, com a devida substituição.

Diferentes ervas poderiam ser utilizadas isoladamente (com correções nas dosagens) ou em combinações para substituir (ou ao menos aproximar) os efeitos do uso dos chifres, como por exemplo Huang Lian, Qing Hao, San Huang (Huang Liang, Huang Bai, Huang Qin), Jin Yin Hua, Lian Qiao, Zi Cao, dentre outras.

Por fim, como nunca é demais recordar, apenas a correta e precisa avaliação do paciente é que pode determinar a formulação e dosagens mais adequadas. A intenção aqui foi apenas de apresentar uma linha de raciocínio e possibilidades terapêuticas.

De acordo com a Drª. Zhao Juan há diversas opções e possibilidades terapêutica que muitas vezes são negligenciadas modernamente em casos como estes, como por exemplo Acupuntura, Sangria, Terapias Externas.

Por exemplo, ela recorda a possibilidade de se aplicar a sangria em pontos como VG14 (Dazhui), B40 (Weizhong), P5 (Chize) para aliviar a febre alta, destacadamente por retirar ou limpar o Calor no Sangue.

Autor: Reginaldo Filho