fbpx

Asma - Relato de Caso - FACULDADE EBRAMEC

  • 11 2662-1713
  •  
  • 11 97504-9170

Asma – Relato de Caso

Asma – Relato de Caso

 

Síndrome e tratamento pela Medicina Chinesa

 

asma Asma - Relato de Caso

 
 
Nome: Wang – Sexo: Feminino – Idade: 47 anos.

Resumo da Consulta: Nos últimos 9 anos teve crises de asma frequentes, nas épocas de mudanças no tempo, gripe ou por odores. Duas semanas antes ao dia da consulta, ela teve uma infecção do trato respiratório superior, que foi agravando dia após dia. Os sintomas eram tosse moderada com expectoração de mucosidade amarela. O exame físico mostrou frequência respiratória de 32 bpm, língua vermelha com saburra amarela e pulso rápido e escorregadio. Havia sensibilidade dolorida no Feishu (B13).

Diagnóstico: Pulmão Obstruído pelo Calor e Mucosidade.

Método de Tratamento: Remover o Calor e Mucosidade.

Pontos: Feishu (B13) , Dingchuan (EX-B1), Danzhong (VC17), Chize (P5), Fenglong (E40)
 
asma Asma - Relato de Caso

Ponto Extra Dingchuan

 
 
Conduta de Tratamento: 
Foi feita Acupuntura no Feishu (B13) e Dingchuan (EX-B1) em Dispersão. Agulhamento rápido com movimento de rotação por 1 ou 2 minutos.

Quando a paciente sentiu-se melhor, as agulhas permaneceram por 30 minutos, durante os quais foram feitas manipulações uma ou duas vezes.
Então foram agulhados os pontos Chize (P5), Fenglong (E40) e Danzhong (VC17). Depois do aparecimento do Qi as agulhas permaneceram retidas por 30 minutos.
Cerca de 10 sessões aliviaram a condição e com 20 sessões curaram o caso.
 
Explicação do Tratamento: 
Obstrução do pulmão pelo calor e mucosidade. Feishu (B13), Dingchuan (EX-B1) e Danzhong (VC17) e Chize (P5) foram selecionados para remover obstrução de calor e mucosidade. 
Fenglong (E40) está no meridiano do Estômago, uma ramificação que se dirige para o baço. Agulhando (E40) pode-se revigorar o baço e eliminar mucosidade.
Já que a asma é uma condição prolongada, é necessário dar um tratamento adicional no período de calmaria.
A moxabustão foi aplicada no Pishu (B20) e Shenshu (B23) por 2 meses para fortalecer a resistência do corpo.
A visita de retorno um ano depois não indicou qualquer reincidência.