A Organização - FACULDADE EBRAMEC

  • 11 2662-1713
  •  
  • 11 97504-9170

SOBRE

A Organização


A Organização

A Faculdade EBRAMEC possui um presidente: Dr. Reginaldo Filho; uma vice-presidente e diretora: Carla Diniz; três diretores: de Administração, Rafael Vieira, de Marketing, Andreza Simões e da Secretária/Acadêmico, Eduardo Jofre. É dividido em setores os quais a instituição contém: Financeiro, Secretaria/Acadêmico, Administrativo, Marketing, Comercial e Novos Negócios (Mais Oriental).

Nosso Presidente (CEO)
Dr. Reginaldo Filho

No final da década de 1990, cursava uma graduação na área de humanas e já andava um tanto insatisfeito, não apenas com o curso, mas de modo geral. Ele também praticava artes marciais e na época já era faixa preta de Hapki-Do, uma arte marcial de origem coreana onde utilizamos alguns dos pontos de acupuntura como pontos de pressão para facilitar a aplicação de golpes, empregar menos força e atuar de forma mais direta para a defesa pessoal.

O pai teve um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico e aquilo o abalou muito, pois sempre foi e ainda é um grande referencial de ética, honestidade, postura e força de viver, e isso acabou gerando uma séria crise de gastrite, algo que nunca tinha tido e que o debilitou e o incomodou muito. Foi a diferentes médicos e tomou diversos remédios indicados pelos médicos, mas nenhum auxiliou de nada, as dores e desconfortos continuavam. Foi então que se lembrou que seu mestre de Hapki-Do tinha iniciado uma prática de acupuntura e foi tentar o tratamento, que até então não conhecia e nunca tinha experimentado. Com uma única sessão de acupuntura auricular não teve mais quaisquer sintomas de gastrite.

Foi então que resolveu começar a estudar e ler mais para entender melhor o que tinha acontecido, pois até então para ele só conhecia a medicina ocidental e o que o ajudou foi algo totalmente novo e diferente. Desde então não parou mais de estudar. No início do ano seguinte, resolveu trancar a faculdade e começou estudar acupuntura no SATOSP, até então o único local que tinha aulas mais extensas e durante a semana. Posteriormente fez faculdade de Fisioterapia, pois ainda hoje não há uma graduação específica relacionada a Acupuntura.

Em conjunto com a sua formação inicial na área da Medicina Chinesa que teve por base o curso do SATOSP, que na época em que existia era diário com aulas de segunda a sábado, ele já buscava por mais conhecimentos em períodos diferentes dos que eu estava no SATOSP, estudando literalmente todos os dias, incluindo sábados e domingos, para que pudesse absorver o máximo de informações, conhecimentos e experiências.

Com o encerramento deste ciclo inicial, percebeu que ainda teria muito a buscar, ainda mais quando logo ao terminar o curso no mês seguinte foi convidado a lecionar no próprio SATOSP. Na época escolheu as disciplinas de teorias de base e de Canais e Colaterais, pois as considerava muito importantes e se conhecendo bem, sabia que teria de estudar muito para poder repassar as informações com a qualidade que gostaria, o que surtiu um bom efeito nos alunos, tanto que apenas 6 meses depois foi convidado pela presidência do SATOSP para ser o coordenador do curso.

Em 2001 fez minha primeira viagem de estudos à China, onde ficou mais de 40 dias de forma intensiva estudando em Jinan, na Universidade de Medicina Chinesa de Shandong, onde tinha estágio no hospital de manhã e de tarde e aulas particulares de noite, inclusive aos finais de semana.

Depois desta viagem inicial já teve a oportunidade de retornar à à China por mais de 30 vezes, sempre buscando refinar e aprofundar os conhecimentos, melhorando os entendimentos teóricos e aprimorando os aspectos práticos e atendimentos aos pacientes. Teve a oportunidade de estudar com importantes nomes e que me passaram grandes conhecimentos e suas experiências, em instituições, hospitais e Universidades de grande relevância para a Acupuntura e a Medicina Chinesa.

Mais recentemente, entre os anos de 2014 e 2018 se preparou e cursou o programa de Doutorado em Acupuntura-Moxabustão pela Universidade de Medicina Chinesa de Shandong com diversas viagens à China para cumprir os créditos, horas de clínica nos hospitais, além da parte da pesquisa e redação da tese. Foi no final de junho de 2018, que se tornou o primeiro brasileiro com o título de Doutor (PhD) em Acupuntura-Moxabustão na China pela Universidade de Medicina Chinesa de Shandong.

 Foi em 2001 que, ao retornar da primeira viagem de estudos à China, a pedido de seus alunos, começou a lecionar alguns tópicos de aprofundamento e assim teve início a EBRAMEC, ainda apenas como CIEFATO – Centro Internacional de Estudos de Fisioterapia, Acupuntura e Terapias Orientais, que continua sendo o nome da mantenedora da EBRAMEC.

A EBRAMEC iniciou suas atividades como instituto educacional, cujo objetivo fundamental era promover cuidados com a saúde em iguais oportunidades sem haver espaço para discriminação relacionadas a raça, cor, religião, sexo, origem nacional, ancestrais, idade, status matrimonial, condição médica, orientação sexual ou atividade política. A EBRAMEC é totalmente comprometida com a proteção da liberdade acadêmica para questionamento e expressão da verdade em qualquer forma que esta possa ser encontrada.

A EBRAMEC iniciou sua jornada situada na Rua Tié, 94 na Mooca, local conjugado com o então domicílio de seu fundador. Pouco tempo depois, em busca de estrutura mais adequada, os cursos livres passaram a serem oferecidos em um novo endereço na Rua Siqueira Bueno, local mais próximo do Metrô Bresser, de fácil acesso aos discentes e funcionários.

Posteriormente as atividades da Instituição aumentaram com a procura constante pelos cursos oferecidos, sendo assim, a EBRAMEC transferiu-se para a Rua Tobias Barreto, 1243 no bairro do Belém com uma estrutura modesta composta por três salas de aula e um auditório que comportava 70 convidados. Com o passar dos anos os nomes CIEFATO – Centro Internacional de Estudos de Fisioterapia, Acupuntura e Terapias Orientais e EBRAMEC, se transformaram em referência no bairro e no município de São Paulo em relação ao ensino da Medicina Chinesa.

Sempre com base no projeto maior da instituição de promover ensino e atendimentos de qualidade em Medicina Chinesa, com o passar dos anos e a expansão dos cursos houve a necessidade de um espaço físico maior, com mais salas de aulas que comportassem a demanda com conforto, segurança, comodidade e mobilidade, de modo que em junho de 2011 a sede da EBRAMEC transferiu-se da Rua Tobias Barreto para o endereço atual, um prédio amplo com planta constituída por um pavimento térreo e três andares superiores, situado na Rua Visconde de Parnaíba, 2727 – Bresser-Mooca. Com esta estrutura a Instituição conseguiu de forma segura atender a crescente procura pelos cursos de Medicina Chinesa e outras terapias orientais.

Em função do significativo investimento de recursos no know how em Medicina Chinesa, com passar dos anos, apoios e filiações se realizaram formando assim laços e reconhecimento de outras entidades como da WFAS – World Federation of Acupuncture-Moxibustion Societies (Federação Mundial de Sociedades de Acupuntura e Moxabustão); da WFCMS – World Federation of Chinese Medicine Societies (Federação Mundial de Sociedades de Medicina Chinesa), da WMF – World Massage Federation; do SATOSP – Sindicato dos Acupunturistas e Terapias Orientais do Estado de São Paulo e da FENAB – Federação dos Acupunturistas do Brasil.

A EBRAMEC possui parceria da Universidade de Medicina Chinesa de Shandong; Universidade de Medicina Chinesa de Chengdu; Universidade de Medicina Chinesa de Guangzhou; Universidade de Medicina Chinesa de Jiangxi; Universidade de Medicina Chinesa de Zhejiang; 1º Hospital Afiliado da Universidade de Medicina Chinesa de Tianjin; Universidade de Medicina Chinesa de Shanghai; Parque Científico e Industrial de MTC para a Cooperação entre GuangDong e Macau; Fundação Europeia de Medicina Tradicional Chinesa (Espanha); Five Branches University (California). Resultado destes apoios e parcerias são as Visitas Culturais e de Estudos dos discentes EBRAMEC para estas Instituições.

Parcerias igualmente importantes são realizadas com a comunidade do entorno através do projeto Caritas em Acupuntura, em que são realizados atendimentos em acupuntura através do Ambulatório Geral de Acupuntura na Unidade Visconde de Parnaíba – 2727; somados aos ambulatórios de todos os pólos educacionais, Ambulatório de Atendimento em Acupuntura Auricular e Craniana na Paróquia São Pedro Apóstolo na Mooca, Diretoria Regional de Educação – Leste 4, e CIRETRAN. O projeto Caritas atende aproximadamente 3000 atendimentos ao mês, contemplando as mais variadas faixas etárias, porém, tendo a prevalência de idosos. As atividades são supervisionadas por docentes da escola e conta com o voluntariado sempre crescente dos discentes.

Com o intuito de atuar e se inserir cada vez mais no âmbito da Responsabilidade Social, a EBRAMEC expande suas parcerias com instituições reconhecidas e solidificadas em função de seu trabalho social, como a parceria com o Instituto UNIDOWN, que estabeleceu a oferta de cursos de capacitação em técnicas de Massoterapia Chinesa proporcionada pelo curso de Quick Massage para as pessoas com Síndrome de Down atendidas pela Instituição, além de disponibilizar o espaço da brinquedoteca na Faculdade para a prática de oficinas de estimulação motora e jogos para crianças de 3 a 9 anos com Síndrome de Down, chamado de Projeto Down Kids.

Em função do histórico da Instituição e seu compromisso com a educação a EBRAMEC a partir de 2013 iniciou o processo de pedido de autorização junto ao Ministério da Educação para tornar-se Faculdade empreendimento que culminou com a portaria de autorização n. 638 de 18 de julho de 2016 e com a portaria n. 688 de 31 Outubro do mesmo ano autorizou o primeiro curso de graduação da instituição.

Desde então a Faculdade EBRAMEC tem promovido mais e mais cursos relacionados com a Medicina Chinesa não apenas na sede, mas também nos Polos Educacionais para que mais pessoas possam se beneficiar dos conhecimentos e também dos atendimentos.

 

Um destaque importante é em relação às estruturas relacionadas com as práticas clínicas das técnicas e métodos aprendidos nos cursos, onde o aluno verdadeiramente aprende observando e atendendo pacientes verdadeiros. A Faculdade EBRAMEC oferece três ambulatórios em sua sede, devidamente preparados, equipados e adaptados para atendimentos à população de forma gratuita ou mesmo com valores reduzidos todos os dias nos diferentes horários. Desta forma, todos os dias da semana o aluno pode escolher os horários para que possa acompanhar os atendimentos e aprender na prática, vivenciando casos e pacientes reais. Além disso, com a grande oferta de atendimentos mais pessoas da população podem conhecer e se beneficiar dos efeitos da Acupuntura e outros ramos da Medicina Chinesa, como a Fitoterapia Chinesa, de modo que uma rede cada vez maior de pessoas possa buscar por estes atendimentos, não apenas conosco, mas com os futuros profissionais.