fbpx

Auriculoterapia auxilia em casos de Chikungunya - FACULDADE EBRAMEC

  • 11 2662-1713
  •  
  • 11 97504-9170

Auriculoterapia auxilia em casos de Chikungunya

Auriculoterapia auxilia em casos de Chikungunya

chikungunya Auriculoterapia auxilia em casos de Chikungunya

A chikungunya, assim como a dengue e a zika, é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e provoca dores nas articulações e inflamação nas mãos, punhos, joelhos e tornozelos. Segundo o Ministério da Saúde, embora não seja uma doença de alta letalidade, a chikungunya tem elevada taxa de morbidade associada à artralgia persistente, “tendo como consequência a redução da produtividade e da qualidade de vida”. A fase crônica da doença, alerta, pode durar até três anos.

Reabilitação

No intuito de descobrir novos resultados na reabilitação de pacientes com a doença, o professor Bernardo Coutinho, coordenador do Grupo de Atenção Integral e Pesquisa em Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa (Gaipa), do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal do Ceará (UFC), iniciou uma pesquisa sobre a utilização da auriculoterapia, um tipo de acupuntura em pontos das orelhas, mas sem a utilização de agulhas.

“Normalmente, as pessoas relatam que não conseguem fazer as atividades de casa, ir para o trabalho ou mesmo andar direito, além de quedas de cabelo, depressão, dificuldades para dormir e estresse por causa das dores”, enumera o fisioterapeuta, após a realização de mais de mil atendimentos. Os pacientes costumam apresentar dores há dois ou três meses, em média, mesmo depois do uso de anti-inflamatórios, analgésicos e até corticoides.

“A auriculoterapia é complementar ao tratamento convencional e visa a reduzir as dores e melhorar a funcionalidade do paciente de maneira mais natural”, afirma Coutinho. O tratamento é composto por cinco atendimentos, uma vez por semana, com sensação de melhora já no primeiro atendimento – desde que a técnica seja executada de maneira correta e com acompanhamento profissional.

 

Fonte: Diário do Nordeste